Associação de Criadores de Gado Jersey do Rio Grande do Sul
 
 
 

 

.: Regulamento
 
CLASSIFICAÇÃO PARA FINS DE REGISTRO

Sob a denominação específica de Bovino da Raça Jersey compreende-se aquele, de qualquer idade ou sexo, que tenha sido inscrito no SRG da ACGJB, diretamente ou por meio de sua delegada no respectivo estado, sendo classificados em quatro categorias, a saber:

CATEGORIA I - PUROS DE ORIGEM (PO):

1- Os Bovinos da Raça Jersey importados, portadores de documentação genealógica oficial do país de origem, autorizados pelo MAPA, e aprovado pelo Serviço de Registro Genealógico da ACGJB.

2- Os produtos originários de Bovinos Puros de Origem, nascidos no País, obedecidas as normas deste Regulamento.

CATEGORIA II - PURO POR CRUZAMENTO (PC):

1 – PCOD - Puros por Cruzamento de Origem Desconhecida, identificados no registro pela letra D (Desconhecida). Serão registradas as fêmeas portadoras de características mínimas comprovadas através de avaliação fenotípica por técnicos treinados e credenciados pelo SRG, recebendo 31/32 avos de sangue Jersey;

2 – PCOC - Puros por Cruzamento de Origem Conhecida, identificados pela letra S (Seleção Jersey):
 
a- serão registradas as fêmeas filhas de matrizes registradas 15/16 de sangue Jersey, com touro PO;
 
b- as fêmeas nascidas a partir de matrizes registradas PCOD (item 1 desta categoria), 31/32 avos de sangue Jersey, cobertas por touro PO ou SB; c- os sucessivos cruzamentos absorventes de fêmeas registradas por touros Puros de Origem ou SB, darão aos produtos os seguintes graus de sangue:

- Fêmea 15/16  X    Touro PO    =    31/32
- Fêmea 31/32  X    Touro PO    =    63/64
- Fêmea 63/64  X    Touro PO    =  127/128
- Fêmea 127/128   X    Touro PO =  255/256
- Fêmea 255/256   X    Touro PO =  511/512
 e assim sucessivamente

d) Os produtos (item 1 e 2), quando da inspeção para registro definitivo, que não comprovarem características que o enquadrem no grau de sangue previsto, permanecerão no mesmo grau de sangue da mãe.

CATEGORIA III – EVOLUÇÃO DE PC PARA PO (C):

A fêmea candidata deve possuir grau de sangue igual ou superior a SJ-3, controle leiteiro encerrado e possuidora do livro de mérito, optativo a classificação, demonstrando o seguinte desempenho:
 
a- possuir grau de sangue igual ou superior a 127/128 avos de sangue Jersey, com 3 gerações de ascendentes conhecidas;
 
b- possuir o titulo de Livro de Mérito no Controle Leiteiro Oficial; c- é optativo a classificação quanto ao tipo (pontuação). As crias nascidas após a evolução da mãe de PC para PO, automaticamente, serão PO.

CATEGORIA IV - FÊMEAS MESTIÇAS (M):
 
a- fêmeas portadoras de características mínimas comprovadas através de avaliação fenotípica por técnicos treinados e credenciados pelo SRG, receberão ½ sangue Jersey;
 
b- será permitido o Controle de cobertura de fêmeas de outras raças ou sem registro, devidamente identificadas, por touros PO, obedecido o que estabelece este Regulamento, serão controladas ½ sangue Jersey;
 
c- as fêmeas ½ sangue Jersey cobertas por touro PO, terão as gerações seguintes controladas até 15/16 de sangue Jersey, e a partir de 31/32 avos de sangue Jersey serão automaticamente reconhecidas e registradas, após inspeção, como PCOC;

OBS: Não serão adjudicados por avaliação fenotípica os graus de 3/4, 5/8 e 15/16 de sangue Jersey.

CATEGORIA V – CRUZAMENTO COM CONTROLE DE GENEALOGIA – ANIMAIS CRUZADOS COM GENEALOGIA CONTROLADA (G),  compreendendo:
 
a- fêmeas e machos de outras raças, portadoras de Registro Definitivo na respectiva Associação de Criadores, assim como os produtos resultantes dos acasalamentos dessas fêmeas com touros Jersey devidamente inscritos no Serviço de Controle da Raça.

1- Será permitido o controle de cobertura das fêmeas e machos de outras raças desde que devidamente cadastradas no livro para tal fim, cobertas ou inseminadas por touros PO,  ou ainda produtos com genealogia controlada, sempre mantendo no mínimo ¼ de sangue Jersey.

2- As fêmeas que atingirem 31/32 de sangue Jersey serão consideradas como PCOC e serão registradas obedecendo os critérios da Categoria II.

3- Os machos com controle de genealogia resultantes dos acasalamentos registrados nesta categoria, somente poderão ser usados para acasalamento dentro da Categoria V, obedecendo o item 2 e seguindo as regras de registro normais para a raça. Os animais desta categoria, terão seus números seguidos pela letra G.

   
 
 



Home Classificados   Anuncie
Eventos Notícias   Associe-se

Av. Fernando Osorio,1754, Bairro Três Vendas - Pelotas/RS
CEP 96055-030 / Telefones: (53)3223.3919 / 3223.3599 e 9968.0568
JerseyRS - Todos os Direitos Reservados
Desenvolvimento Vitrinebrasil